terça-feira, 12 de maio de 2009

Cartunaria no PIC

Estivemos presente semana passada no PIC - Programa Internacional de Capacitação, evento produzido pelo programa Brazilian TV Producers da ABPI-TV e que teve como finalidade desenvolver 25 projetos de série de animação brasileiros, utilizando o know-how de 6 consultores feras do mercado internacional.
Guto e Lisandro na entrada do evento
Nosso projeto X-Heart teve a sorte de ser um dos selecionados e passamos uma semana interia em São Paulo participando de palestras e fazendo reuniões pra melhorar o projeto.

Guto fazendo o pitching de X-Heart pros consultores e a platéia


O mais legal desse tipo de evento é o network criado entre um painel e outro. A gente conheceu muita gente bacana e talentosa e também reencontrou muitos amigos animadores.

Lisandro entre os amigos Jonas Brandão, Zé Brandão e Rodrigo Soldado do Copa Studio e a Ana Luiza da Rocambole Produções

Guto com o Rodrigo e o Clewerson da LaboCine Digital e com a Célia e o Kiko da TV Pinguim, criadores do Peixonauta

No último dia, a coordenação do evento guardou uma surpresa para os participantes. Depois de distribuírem diplomas pela participação, presentearam cada produtora selecionada no PIC com um box de DVD´s do Norman McLaren, que por si só já valeu a semana inteira longe do estúdio com as máquinas paradas.

É nosso!

Por fim, já no aeroporto a caminho de casa, encontramos um amigaço dos tempos de Video Hits: compositor e ídolo cult-indie Marcelo Camelo. Relembramos boas histórias da época da Abril Music, quando ele tava estourado com "Ana Júlia" e eu (Guto) ainda achava que ia viver de música (felizmente, investi numa carreira bem mais pé-no-chão e milionária que é a animação...).


"Pois é Guto... música não é pra qualquer um. Mas até que a Video Hits era bem legalzinha..."

2 comentários:

Jonas Brandão disse...

Jonas Brandão e Zé Brandão, somos praticamente irmãos. Hehe.
Ei, legal vocês encontrarem o Camelo, hein? A fudê!!

Rodrigo disse...

Foi um prazer encontrar vocês no PIC. Quando vierem ao Rio, nos avise, valeu?
Abração